Bebê na Rede


Um artigo publicado no jornal O Estado de São Paulo na 3ºf, dia 27 de março, relata uma experiência utilizada para o acompanhamento de bebês prematuros: o uso de pequenas redes. Segundo a idealizadora do projeto, a fisioterapeuta Pollyanna Tavares, a rede simula o útero da mãe e estimula no recém-nascido reações de equilíbrio, proteção e integração sensorial.
Ponto para o sling!

E obrigada Ciça por nos avisar deste artigo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s