Posted in julho 2007

Olha só o que eu encontrei, querida!

Autor: Cesar Evora Como mamãe canguru (o animal mesmo) não consigo definir se me sentiria aliviada com meu marido chegando assim em casa (divisão de tarefas), enciumada (ter que dividir meu filhote), talvez um pouco revoltada com a idéia desse pano ser remotamente parecido com minha barriga ou até poderia dizer: “então põe o outro … Continue lendo